Colabore e garanta melhores condições para moradores de rua

Ajude a levar alimentação, meditação e yoga para pessoas em situação de risco

Campanha finalizada Obrigado a todos que contribuiram!
Faça seu comentário

Compartilhe

Somente com o seu apoio, compartilhando a campanha o nosso sonho será realizado. É muito simples compartilhar esta campanha e convidar amigos e conhecidos para participarem. Compartilhe nas redes sociais, afinal a campanha é sua também. Participe! Contamos com você!

Como o projeto começou

Projeto iniciado em 2005 com objetivo de alimentar a alma e a fome de moradores de rua na cidade do Rio de Janeiro. Em 2016 o projeto busca expansão para melhorar a qualidade de vida de pessoas que vivem situação de risco através de ações práticas, repletas de amor e caridade. 

Por meio de práticas gratuitas de meditação guiada e aulas de yoga é possível iluminar as mentes e os corações das pessoas. Para repor as energias do corpo com saúde, o almoço vegano solidário nutre a fome, livre de crueldade animal, de quem às vezes ficam dias sem comer.

Oferecer atenção e conforto a pessoas em situação de risco, para que possam se sentir incluídas e e buscarem mais esperança na humanidade. Pessoas que além de não ter teto, não tem chão, abraços, carinho e palavras. 

Sobre o problema

De acordo com o Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2012, existem cerca de 1,8 milhão de moradores/as de rua em todo o território brasileiro, o que representa cerca de 0,6% a 1% da população. Em quatro anos, o número de pessoas nessa situação aumentou 10%.

Os principais motivos que levam essas pessoas para as ruas são o desemprego, a perda de referência familiar e de sua casa, a falta de instrução e de autoestima.

De acordo com pesquisa do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome realizada em 2008, os municípios brasileiros que possuem mais moradores em situação de rua são: Rio de Janeiro (4.585), Salvador (3.289), Curitiba (2.776), Brasília (1.734), Fortaleza (1.701), São José dos Campos (1.633), Campinas (1.027), Santos (713), Nova Iguaçu (649), Juiz de Fora (607) e Goiânia (563).

Entre a população em referência predominam as pessoas do sexo masculino (82%), com idade entre 25 e 44 anos (53%) e que nunca estudaram ou não concluíram o ensino fundamental (63,5%). Em relação à cor, 39,1% são pardos, 27,9% negros, 29,5% brancos, 1,3% indígenas, 1% amarelo oriental e 1,2% de cor não identificada.

Na cidade do Rio de Janeiro, no ano de 2016 onde foi registrado quedas de temperatura até 8,6°C. Mais das 5.580 pessoas que vivem em situação de rua, apenas 2.177 têm vagas na rede de acolhimento da prefeitura. Ou seja: 61% das pessoas sem lar não têm um lugar oferecido pelo governo municipal para se proteger do frio.

Ainda em 2016, a Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro informou que, entre Março e Julho de 2016, houve um aumento de 60% das denúncias de constrangimentos e violência contra moradores de rua.

11%
  • Doado R$ 2.238,39

  • Meta R$ 20.000,00

Yoga de Rua

Grupo de voluntários oferece Yoga e Meditação para pessoas em situação de rua todas as segundas (Aterro do Flamengo), quartas (Parque Guinle) e quintas (Praça Paris) das 10h00 às 12h00. Ao final das práticas é servido um almoço vegetariano. E semanalmente (por enquanto às sextas-feiras) na praça 14 bis em São Paulo.